Portal Escolar: educação sem distância com o uso de software livre

Neste artigo, apresenta-se uma análise do Portal Escolar: Educação sem Distância do Estado do Pará, com o objetivo de verificar se a sua utilização, por meio do software livre Moodle, possibilita a educadores e educandos uma maior eficiência em termos de dinamização e qualidade no processo ensino-aprendizagem da educação básica.
Autores: Agleice Marques Gama: agleicemarques em hotmail.com

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

Este artigo recebeu Menção Honrosa pela Comissão Científica do UEADSL2011.2.

8 thoughts on “Portal Escolar: educação sem distância com o uso de software livre

  1. Muito interessante a discussão que você propôs! Realmente o ensino a distância é um tema de fundamental importância atualmente.

  2. Interessante a discussão!

    Sempre tive prós e contras sobre a educação a distância, assunto muito polemico, que deve ser discutido.

    Abraços

  3. Olá equipe UEADSL e Victor,
    Obrigada pelos comentários.
    Não se pode mais negar a importância dessa modalidade de ensino, principalmente agora com o uso das tecnologias digitais de informação e comunicação (TDICs) em que a questão tempo e espaço passam a ter novas significações. É importante ressaltar que o Portal aqui apresentado também utiliza o Software Livre Moodle como ferramenta auxiliar no ensino presencial que tem como clientela os alunos da educação básica.

    Abçs.
    Agleice

  4. Parabéns pelo Artigo. A discussão está em pauta na atualidade e, sem dúvida, requer análise apurada antes de quaisquer conclusões mais diretas. O artigo foca exatamente nesse ponto, o que o torna de extrema relevância no contexto que se propões a estudar.

  5. Olá, Andrei,
    Realmente ainda temos um longo caminho a seguir para que conclusões mais consistentes possam ser tiradas e isso só reforça a ideia de que há ainda muito que se pesquisar para se obter resultados que poderão contribuir cada vez mais para a melhoria da educação no que se refere ao uso das TDICs, especificamente o uso de software livre.
    Abç.e obrigada pelo comentário.
    Agleice

  6. Essa experiência do Estado do Pará demonstra como estratégias criativas utilizando SL podem oferecer opções interessantes de trabalho pedagógico, além de aproximar o contexto educacional do tecnológico.

    Para dar continuidade ao trabalho, em momentos futuros, seria interessante o foco nas questões colocadas pela autora nas suas considerações finais, muito pertinentes à temática.

  7. Olá, Sthenio,

    O Portal Escolar: Educação sem Distância é alvo de uma pesquisa sobre ambiente virtual de aprendizagem e autonomia que estou iniciando. Pode ser que ela proporcione respostas para as questões colocadas nas considerações finais.
    Obrigada pelo comentário.
    Abç.
    Agleice

  8. Prezada Agleice,
    muito relevante o tópico abordado.
    Muito bem analisado no artigo, é interessante saber que tais iniciativas existem no intuito de incluir, dinamizar e melhorar a qualidade do ensino básico no Brasil.
    Se tem conhecimento de aplicações semelhantes bem-sucedidas em outras cidades ou estados?
    Você acredita que a implantação de tal sistema deveria se iniciar prioritariamente no Ensino Fundamental?

    Atenciosamente,
    Manolo Orellana