nov 17

A divulgação pessoal instantânea no facebook

A palestra tem como objetivo apresentar uma novidade que tem ocorrido com frequência nas redes sociais: a exposição da própria vida. Com o acesso facilitado à internet, e munidos de um celular com câmera, pessoas comuns postam, em suas contas, fotos de seus momentos públicos e particulares. E isso é feito de forma imediata, seja no twitter, instagram, facebook, whats app. À luz da Semiótica, em especial no nível narrativo do percurso gerativo de sentido, vamos debater sobre essas exposições, que são consideradas textos. A proposta é responder às seguintes questões, por meio das quais investigaremos o funcionamento da sintaxe e da semântica narrativa, como: Qual é a modalização do agente? Qual é o seu poder/querer ao fazer as postagens? Como se dá cada etapa do programa narrativo nessa relação entre usuários virtuais?
Autores: Sandra Rocha Ribeiro
Aline Furst Akar
Daniela Paula Cardoso



Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

nov 17

Escolha o melhor trabalho do ueadsl2014.2 para que este receba Menção Honrosa

Nesta edição do UEADSL serão escolhidos, pelo voto do público e avaliação da Comissão Científica, os 3 melhores trabalhos que receberão Menção Honrosa.

Deixe aqui seu voto, no qual deve aparecer o título e o link da proposta que você considera a melhor.

A divulgação dos  vencedores deve acontecer na sexta-feira, portanto a votação será encerrada na noite de quinta-feira.

Obrigada pela participação!

Cordialmente,

Comissão Organizadora UEADSL2014.2

nov 17

Da mídia impressa ao hipertexto: o uso do blog, vídeo e editor de histótria em quadrinhos como estratégia de leitura e escrita

RESUMO: O presente estudo tem como objetivo abordar experiências didático-pedagógicas em leitura e escrita de alunos do Ensino Fundamental da Escola Estadual de Ensino Médio Emílio Alves Nunes, situada no município de Herveiras, interior do Rio Grande do Sul, a partir de textos manipulados em ambientes virtuais chamado de hipertextos exemplificados através do uso do Blog, Vídeo e um editor de história em quadrinhos. Como metodologia e desenvolvimento criou-se uma oficina de textos no turno inverso em que participaram voluntariamente alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental embasado por três planos de aulas em leitura e produção textual confeccionados em meio impresso (copiado nos cadernos) e aplicada em meio digital (computador, filmadora e conexão pela internet) para os alunos no laboratório de informática. Conclui-se nessa pesquisa a estratégia promovida pelo professor em fazer os estudantes ficarem mais atraídos e competentes nas práticas de leitura e produção textual da disciplina de língua portuguesa.
Autor: Juliano Paines Martins (PPGL/UNISC e PROSUP/CAPES)
Adriana Soares Pereira

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

Este trabalho recebeu MENÇÃO HONROSA no UEADSL2014.2!

nov 14

Como Pesquisar em mídias interativas?

O propósito deste estudo é discutir os procedimentos e metodologias utilizadas para fazer pesquisa em mídias interativas. Pretendo trazer uma breve definição de metodologia de pesquisa, de mídias e interatividade e por fim trazer uma reflexão e provocar no leitor o censo critico quando se referir a pesquisa em novas mídias.

Autores: Wellyelton Gualberto de Brito Rodrigues, Márcio Costa de Oliveira
Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

nov 10

Análise semiótica sobre a perspectiva do Nível Fundamental do Texto Sintonia Mundial

Nosso trabalho tem como intuito investigar as incidências da teoria semiótica no artigo Sintonia Mundial (2006). O objetivo do nosso trabalho é analisar como são aplicados os elementos da Semiótica por meio do texto. A metodologia constituiu do levantamento de palavras chaves que apresentam significância na análise Semiótica. Nosso embasamento teórico, apoiamo-nos nos conceitos de Lara Proença (2012). Serão divulgados os resultados da investigação que apontam as diversas maneiras de avaliar o corpus localizando e identificando a função dos mecanismos semióticos.
Palavras chave: Software livre, escravidão, novo, licença, privado, publico, estratégia, empresas, investimento.
Autores: Maria de Fatima Santos Cabral
Wagner Mendes Bolina
Bárbara Cristina Pacheco Rezende



Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

nov 07

As affordances motivacionais da gamificação na EAD

A gamificação não é um gênero de jogo. Ela é um conceito que usa/compartilha das técnicas do design e da mecânica dos games em contextos de não-jogo para engajar as pessoas em uma experiência lúdica e divertida. Esta palestra tem por objetivo discutir as affordances motivacionais da gamificação para a aprendizagem na EAD. Os principais tópicos a serem discutidos neste estudo são: o uso de ranking, pontuação e medalhas coo forma de estimular os sujeitos em processos de aprendizagem e noções sobre motivação intrínseca e extrínseca.
Autores: Gerson Bruno Forgiarini de Quadros

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

Este trabalho recebeu MENÇÃO HONROSA no UEADSL2014.2!

nov 03

Os impactos do Software Livre na educacão

Com o avanço tecnológico em ritmo acelerado nos dias de hoje, percebe-se uma necessidade de atualização para que consigamos acompanhar as novidades tecnológicas, pois a cada versão de um hardware e software dita-se um novo paradigma de seu uso. Com base nessa necessidade nós, usuários, temos que estar sempre atualizados para que possamos acompanhar o mercado de trabalho, os meios educacionais e todas as questões sociais e comunicativas.
Relacionado a questões educativas, o Software Livre tem ganhado destaque na área pedagógica fazendo com que vários projetos utilizem-no como sua principal ferramenta educacional, pois o mesmo tem diversas vantagens como: custo, implementação, manutenção, customização das ferramentas para as diversas necessidades, liberdade de transição de ferramentas entre outras. Essa iniciativa gera um impacto, e esse impacto é o objeto de estudo de nossa pesquisa.
Autores: Paulo Roberto Boss Junior
Melina Gonçalves Almeida
Felipe Fernandes da Silva

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

Este trabalho recebeu MENÇÃO HONROSA no UEADSL2014.2!

nov 03

Cultura Livre sob a perspectiva do Copyright e sua legislação

A proposta desse trabalho é analisar a prática de Cultura Livre sob a perspectiva do Copyright e sua legislação. Pretendemos utilizar como recorte os sites que disponibilizam downloads de obras literárias, músicas, artigos científicos e filmes sem autorização dos autores das obras. Com o objetivo de discutir a questão dos direitos autorais versus liberdade de expressão.
Autores: Camila Oliveira Leandro Macedo
Ricardo da Silveira Gonçalves Santos
Marina Costa Marçal de Moraes

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui

nov 03

Conhecimento Livre: A Democratização do Saber

Neste trabalho o grupo pretende trabalhar com o tema Cultura Livre, estabelecendo conexão com o âmbito virtual. Focaremos na disponibilidade do conhecimento livre e suas diversas plataformas, como por exemplo, o website Wikipédia e sua proposta de conhecimento reformulado e compartilhado. O objetivo da Cultura livre seria o acesso facilitado ao conteúdo e a democratização do ensino, sendo assim, analisaremos as informações coletadas por diversos ângulos, expondo pontos positivos e negativos. Procuraremos, também, demonstrar as dificuldades e restrições que o tema enfrenta.
Autores: Izabella Sabatini Sampaio Rocha
Otávio Augusto Resende Lima
André Filipe Xavier Ferreira
Débora Estevam Araújo

Leia o ARTIGO COMPLETO aqui